Hoje senti o peito apertar. Nem achei que isso ainda era possível depois de tanto tempo.

Por cinco minutos, não mais que isso, chorei novamente.


Não sei se foi o dia ou o livro que estava lendo, mas quando percebi, lá estavam minhas velhas conhecidas percorrendo minha face outra vez: as lágrimas.

Por 5 minutos algo em mim se inundou de um sentimento que não era tristeza, mas que precisava (urgentemente) escoar. Passaram-se os minutos e, vendo meu reflexo no espelho com os olhos ainda molhados, não entendi.

Simplesmente não sabia ao certo qual o motivo que tinha me feito chorar. Lembro que me perguntei isso repetidas vezes enquanto as lágrimas deslizavam em direção aos meus pés.

Senti alívio. Foi sem som, sem plateia, só foi. E eu não entendi. Ainda sigo sem entender.

Eu que chorava por tudo, agora me pego surpresa por, nesse ano, não ter motivo pra chorar - mas chorar mesmo assim, sem saber o motivo, por 5 minutos, só pra aliviar.


Deixe um comentário

Que tal deixar um comentário bem maneiro aí?